sexta-feira, 17 de junho de 2016

A BIBLIA NÃO DIZ ISSO NÃO !
Lendo a Bíblia e ouvindo os pregadores percebe-se que muitas coisas que eles falam, às vezes de maneira emocionada, convicta, são, na realidade, frutos da tradição oral, ou frutos da imaginação deles, mas não da Palavra Escrita. 




Existem no meio evangélico, ensinamentos que são transmitidos há muito, repetidos por gerações de mestres, recebidos por tradição, os quais jamais foram analisados com o cuidado necessário, à luz das Escrituras.
Tente responder as perguntas antes de ler as respostas

Qual a diferença entre o crente e o diabo?

Muito se ouvi dizer que até o diabo é crente, essa afirmação é confirmada em Tiago 2:19. Mas muitos quando pregam costumam aumentar a afirmação dizendo: "Crente até o diabo é, mas ele não obedece". Essa afirmação não condiz com:

Pois ide, ordenou-lhes Jesus. E eles, saindo, passaram para os porcos; e eis que toda a manada se precipitou, despenhadeiro abaixo, para dentro do mar, e nas águas pereceram. (Mateus 8:32)

Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te e sai deste homem. O demônio, depois de o ter lançado por terra no meio de todos, saiu dele sem lhe fazer mal. (Lucas 4:35 )


Estas entre outras passagens deixam claro a obediência do diabo. Então surge a pergunta: Se o diabo crendo e também obedecendo a autoridade de Deus, então qual a diferença entre o crente e o diabo? No meu ponto de vista a diferença é que enquanto o cristão é instruído por Jesus a amar uns aos outros com Ele nos amou, o diabo só sabe odiar tanto a Deus como aos homens.


Maria Madelena foi uma prostituta?
Quando se prega sobre alguém que tenha sido prostituta na bíblia, um dos primeiros nomes que vem a mente é "Maria Madelena", e muitas vezes ouvi pessoas pregando desta forma. Mas onde está escrito que Maria Madalena foi prostituta? Tudo o que a bíblia diz sobre ela é que foi liberta por Jesus de sete demônios:

Havendo ele ressuscitado de manhã cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiro a Maria Madalena, da qual expelira sete demônios. (Marcos 16:9) 

Não há nenhum versículo bíblico afirmando que Maria Madalena tenha sido prostituta.


Quem lavou os pés de Jesus?
Alguns costumam até dizer que Madalena era a prostituta que lavou os pés do Senhor. Mas João deixa bem claro que aquela era a Maria irmã de Lázaro: 

Estava enfermo Lázaro, de Betânia, da aldeia de Maria e de sua irmã Marta. Esta Maria, cujo irmão Lázaro estava enfermo, era a mesma que ungiu com bálsamo o Senhor e lhe enxugou os pés com os seus cabelos. (João 11:1-2)


Quando foi que Paulo caiu do cavalo?
Quantas vezes já ouvimos pregações citando o momento em que Paulo teria caído do cavalo quando teve um encontro com Jesus. Mas onde está escrito que Paulo estava viajando em um cavalo? Em Atos 9 Lucas diz apenas que "Saulo" caiu por terra. Poderia estar a pé ou quem sabe num camelo ou jumento sei lá. Mas afirmar que ele tenha caído de um cavalo é dar um tiro no escuro.



Quantos Magos visitaram Jesus?
Mateus deixou registrado no capítulo 2 que Jesus recebeu a visita de magos vindo do oriente, quem eram eles? Gaspar, Baltazar e Belquior. Isso é o que a tradição católica diz, mas a bíblia não diz o nome nem quantos eram, nem que eles eram reis, nem mesmo que se encontraram com Jesus na manjedoura, pois quando o encontraram, Ele já tinha dois anos.





Entre as dez virgens, quantas dormiram e quantas ficaram acordadas?
Muitos quando se referem à parábola das dez virgens, chamam as virgens néscias de "virgens dorminhocas". Falando sobre as virgens sábias dizem que elas foram aquelas que ficaram despertas à espera do noivo. Isto porém, decorre simplesmente, da leitura superficial que fazem da Bíblia, pois o texto sagrado mostra que o caso foi bem diferente disto. Leia:

"E, tardando o noivo, foram TODAS tomadas de sono, e ADORMECERAM". (Mateus 25:5)


Onde a baleia vomitou Jonas?
Muitos afirmam que o peixe que engoliu Jonas vomitou-o "na praia de Nínive". Dizem também que o povo de Nínive contemplou este espetáculo insólito e, como adoravam ao Deus-peixe imediatamente aceitaram a mensagem de Jonas. Lendo a própria narrativa bíblica, você vai descobrir que tais afirmações não têm qualquer fundamento, por causa dos fatos simples a seguir:

Jonas estava no ventre de um peixe no Mar Mediterrâneo, chamado pelos povos da Antigüidade bíblica de "Mar Grande". Nínive encontrava-se muitos quilômetros para o interior da Assíria, às margens do rio Tigre (veja este mapa), o qual  não tem qualquer comunicação com o mar no qual Jonas e o peixe estavam. Logo depois que Jonas foi vomitado na praia, Deus falou novamente com ele e afirmou algo que só podia ser falado a alguém que tivesse de caminhar bastante, o que realmente aconteceu. Veja os textos e as ênfases:

"E veio a palavra do Senhor SEGUNDA VEZ a Jonas, dizendo: Levanta-te, E VAI (quem vai a algum lugar é porque ainda não está no tal lugar) à grande cidade de Nínive (a descrição demonstra que Jonas ainda nem tinha visto a cidade) e prega contra ela a pregação que eu te disse. E levantou-se Jonas, E FOI A NINIVE (é claro que ainda não estava nela), segundo a palavra do Senhor..." (Jonas3:1-3).

Mais um detalhe, a bíblia não diz que era uma baleia, mas sim um "peixe grande"


O enfermo junto ao poço de Betesda estava paralítico a quanto tempo?
O título que vem antes do Capítulo 5 do quarto evangelho é o seguinte: "Cura dum paralítico de Betesda". Este título não está correto pois em nenhuma parte do texto encontramos o termo"paralítico". Parece até que nem havia paralíticos ali.

O versículo 3 diz que ali "jazia grande multidão de enfermos; cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento das águas. Vamos acompanhar a leitura dos versículos 5 a 7:

"E estava ali um homem que havia trinta e oito anos se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me meta no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim".

Ora, se ele era paralítico como afirmou isto: "enquanto eu vou"? A realidade é que ele era apenas um homem enfermo e fraco. Não era paralítico. Talvez você pense que não existe importância em corrigir-se tais erros, porque não importa se ele era paralítico ou tinha qualquer outra enfermidade. Mas, importa e muito, porque ao falarmos das coisas de Deus temos que ser precisos em tudo, em cada detalhe, para evitarmos erros maiores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário